Filtrar por:

Lesmicidas

Lesmas

Muitas pessoas, mesmo que não morem em casa com quintal, sempre encontram um cantinho para fazer um jardim ou horta. Afinal, além de plantas bonitas e/ou verduras, legumes e ervas sem agrotóxicos, a jardinagem, sendo uma atividade relaxante, também funciona como terapia.

Mas quase todo mundo que cultiva um jardim ou horta conhece bem a decepção de acordar cedo e encontrar os rastros gosmentos deixados por lesmas, e as plantas comidas. Principalmente no caso da horta, que oferece as folhas preferidas dos moluscos destruidores.

As lesmas podem destruir a folhagem mais rápido do que as plantas podem crescer, matando até mesmo plantas bem grandes. Elas também se alimentam de frutas e legumes antes da colheita, fazendo buracos na cultura, que pode fazer itens individuais impróprios para vender, por razões estéticas e que pode tornar a cultura mais vulneráveis à podridão e às doenças.

As lesmas se alimentam de uma grande variedade de plantas, flores e raízes, sempre durante a noite devido a sua sensibilidade à luz. Além de incomodar as pessoas em relação aos jardins e plantações, esse bicho ainda causa uma série de outros problemas, principalmente doenças.

 

Doenças causadas por lesmas:

- Angiostrongylus:

Esse verme é um parasita comum em fezes de ratos, quando lesmas e caracóis entram em contato com essas fezes.

Existem dois tipos de parasitas:

- Angiostrongylus Cantonensis:

Ele atinge o sistema nervoso central, causando meningite eosinofílica.

- Angiostrongylus Costaricenses:

Ele causa doenças abdominais, entre outros sintomas. É a doença mais comum.

 

A transmissão de doenças através das lesmas:

É de costume e cultural alimentos exóticos como o Escargot, feito com Caramujos Africanos. Porém, se não bem cozidos ou crus, a possibilidade dessa doença infestar-se no corpo humano é grande. Também pode ser transmitido por verduras mal lavadas ou pelo contato a esses animais ou seu muco.

 

Sintomas:

Algumas das doenças causadas por lesmas tem como sintomas febre, fraqueza muscular, cefaleia, dores que simulam apendicite, anorexia, vômito e dores na nuca.

 

Prevenção:

Evitar andar descalço, caso seja o local propenso a lesmas, como lugares úmidos, pois o muco é o principal transmissor de doenças.

 

Como acabar com lesmas:

Embora essas criaturas detestem sal, colocar sal no seu jardim irá prejudicar as plantas. Mas existem outras barreiras que podem funcionar bem, como os Lesmicidas:

- Lesmarex: é um moluscida a base de Metaldeído, indicado para controle de Lesma e Caramujo Africano (Achatina fulica), que tem por hábito alimentar ser um herbívoro generalista (folhas, flores, frutos, casca caulinar).

- Lesmax: é um molusquicida indicado para o controle de Lesmas e Caramujo Africano. Tem grãos mais atrativos para os moluscos. Atua sobre a praga por contato ou ingestão.